Viagens

Diário de Viagem: Vigo e Santiago de Compostela

| 5 de junho de 2016

Após Madrid (clique aqui para ver o roteiro), fizemos uma parada em Vigo para visitar nossa família. Conhecemos pouco da cidade, então vou falar sobre os arredores.

A cidade de Vigo fica super próxima a Santiago de Compostela. Durante todo o ano, principalmente na primavera e outono espanhóis, milhares de pessoas vão à cidade na peregrinação cristã. Segundo a tradição, o apóstolo Tiago pregou a palavra de Cristo e suas cinzas estão sepultadas na catedral.

 COMO CHEGAR? 

Se você não está fazendo a peregrinação, mas ainda assim quer conhecer a cidade, vale se informar sobre as opções de transporte. Nós fomos de Vigo a Santiago de Compostela de trem e levou menos de uma hora. Há também o aeroporto da cidade, Lavacolla, que recebe voos regulares de Madrid e Barcelona – caso você venha de uma cidade mais distante.

 

O QUE FAZER?

A cidade gira em torno da tradição cristã, então a maioria dos passeios por lá envolvem roteiros religiosos. Visite a Catedral de Santiago, onde está o túmulo do apóstolo Tiago. Aproveite para observar a arquitetura do local. Construída entre os anos 1075 e 1128, a catedral já passou por diversas reformas que lhe atribuíram características de diversas épocas.

Se você segue a fé cristã, não deixe de assistir a uma missa no local e, quem sabe, ver o botafumeiro – o maior incensário do mundo! Na ocasião, ele é suspenso e movido ao longo da Igreja por meio de cordas presas ao teto. Inicialmente, o uso do incensário era motivado pelo mau cheiro dos peregrinos que chegavam no local. Com o passar dos anos, ele tornou-se um símbolo de purificação espiritual.

  

A cidade é cheia de cantinhos interessantes para se conhecer, mas dá para visita-la em apenas um dia. Independente de sua religião, é um passeio incrível e que pode ser incluído no roteiro!

Ir para Post

Moda

O único look do dia da viagem!

| 30 de março de 2016

Ok, minha ideia era ter tirado várias fotos bonitas dos meus looks nas duas semanas de viagem. O que acontece é que eu ia me esquecendo, fotografava os lugares, as comidas… No fim, voltei pra casa com as fotos de apenas um look, mas que já demonstra o estilo de roupa que eu gosto de usar.

 

Eu adoro usar legging no inverno. Acho tão confortável, principalmente quando estou viajando e preciso andar muito. Para aguentar o frio, muitas vezes colocava duas leggings e várias meias quentinhas no pé. O tênis (que mais parece uma botinha ou coturno) foi um super achado de uma lojinha aqui perto de casa. Estava louca atrás de um tênis preto e esse foi a melhor compra que poderia ter feito! Usei em quase todos os dias da viagem.

Passando para a parte de cima, dá-lhe camadas novamente! Costumo colocar sempre uma manga curta por baixo e depois vou acrescentando outras blusas mais quentinhas, como as de lã e o casaco verde-militar que virou meu xodózinho – inclusive mostrei nesse vídeo aqui das minhas comprinhas da viagem. O cachecol é outro item necessário para as baixas temperaturas. Esse que estou usando é super quentinho e feito de lã. Por fim, a bolsa! Dias antes de viajar estava à procura de uma bolsa preta que coubesse apenas o que preciso: celular, máquina fotográfica e carteira. Achei essa na Zara e ficou perfeita!

Gostaram do look? Gosto muito desse estilo, então na maioria das vezes acabava usando o combo legging + tênis preto + casacão quentinho. Não tem erro! É ótimo para ficar confortável sem perder o estilo =)

Ir para Post

Viagens

Diário de Viagem: Toledo

| 9 de março de 2016

Toledo é uma cidade medieval encantadora, localizada no topo de uma montanha ao lado do Rio Tejo. A cidade é cercada por muros e é repleta de ruelas estreitas, um dos atrativos mais interessantes do local.  

 

COMO CHEGAR EM TOLEDO?

Nós estávamos hospedados em Madrid quando fomos a Toledo. Como não tínhamos carro, optamos por viajar de trem e amamos a escolha! O trajeto levou 30 minutos e o trem é absurdamente confortável, de altíssima qualidade!

Quando sair do trem, minha dica é pegar um taxi até o topo da montanha. Como o passeio pela cidade é feito 100% a pé, vale a pena economizar a animação na subida e bater perna lá na cidade e ao descer também.

Aliás, aqui vai uma dica: nem se preocupe em comprar um mapa ao chegar na cidade, porque é simplesmente impossível encontrar todas as ruelas! Você vai se perder o tempo todo, mas isso faz parte da diversão =)

 
Estação de trem de Toledo


O QUE FAZER EM TOLEDO?

Nós visitamos Toledo na véspera do Natal, então grande parte dos pontos turísticos estavam fechados. Conhecer a cidade e se perder pelas ruas já foi super divertido, principalmente porque todos estavam se preparando para a grande noite. Porém, caso queira conhecer algumas atrações, separei as mais interessantes para vocês:

  • Palácio de Alcázar
  • Catedral de Toledo
  • Plaza de Ayuntamiento
  • Paseo de San Cristobal
  • Puente de San Martín

Toledo também é muito conhecida por ser uma cidade ótima para comprar ouro. As jóias costumam ter preços melhores e há várias opções com simbologias locais.

 

Passamos pela Puente de Alcantara quando estávamos voltando à estação de trem. A vista é incrível e rendeu fotos lindas!

 As ruelas mais próximas ao centrinho são repletas de lojinhas e há uma variedade imensa de lembranças da cidade…
 

Como era véspera de Natal, vários restaurantes e bares estavam preparando a famosa migas (“mirras“) no meio da rua. O prato é muito comum em algumas regiões da Europa e consiste em uma mistura de pão e linguiça – lembrando que alguns lugares podem variar a receita e acrescentar outros itens. Grande parte desses restaurantes distribuíam pequenas porções aos turistas que estavam por lá e nós tivemos a oportunidade de experimentar. Por sinal, achei bem parecida com a nossa farofa brasileira!

Visitar Toledo foi como viajar no tempo! Pode não ser a cidade mais conhecida da Espanha, mas você precisa incluir no seu roteiro! 

Ir para Post

Viagens

Diário de Viagem: Madrid

| 22 de fevereiro de 2016

Madrid é a capital da Espanha e uma das maiores cidades da União Europeia. Ficamos quase 4 dias na cidade e passamos a noite de Natal por lá. Estava tudo decorado e pegamos muito frio, então já dá pra imaginar que eu amei, né?! Aqui vou dar algumas dicas dos lugares que conhecemos… Se você tiver outras sugestões, não esquece de deixar nos comentários!

 

Os churros talvez sejam um dos maiores símbolos da Espanha (depois do jamón, claro!). Fomos conhecer a famosa Chocolatería San Ginés, onde pedimos churros com chocolate. O estabelecimento foi fundado em 1894 e virou um ponto turístico concorrido da cidade, então cuidado com as longas filas!

Endereço da Chocolatería San Ginés: Pasadizo San Ginés, 5 – Madrid, Espanha

Onde quer que você vá, sempre vai ter um mercado municipal esperando sua visita! O de Madrid chama-se Mercado de San Miguel e fica pertinho da Plaza Mayor. É um ambiente feito praticamente para os turistas, então os preços são bem inflacionados. Apesar da variedade de comidas por lá, aconselho somente a visita.

Endereço do Mercado de San Miguel: Plaza de San Miguel, s/n – Madrid, Espanha

Ir à Madrid e não visitar o Museu do Prado é um pecado. Ele é a casa de várias obras de artistas famosíssimos, como Velázquez, Goya e El Greco. Parada mais do que obrigatória para os amantes da história da arte!

Endereço do Museu do Prado: Paseo del Prado, s/n – Madrid, Espanha

 Ah, o Palácio Real… Que lugar que incrível! Lá dentro é possível visitar vários aposentos da realeza espanhola, recheados de preciosidades e objetos de época. O ambiente exalta a riqueza e o luxo da família real.

Endereço do Palácio Real: Calle de Bailén, s/n – Madrid, Espanha

 

Visitamos o Parque El Retiro no dia do Natal (25), então aproveitamos que as atrações estariam fechadas para fazer um passeio ao ar livre. O parque é bem grande e possui várias áreas diferentes para conhecer.

Endereço do Parque El Retiro: Plaza de la Independencia, 7 – Madrid, Espanha

  

A famosa Plaza Mayor é conhecida por seu formato retangular e fica num ponto bem localizado da cidade de Madrid, pertinho de vários outros passeios que indiquei por aqui.

 

Lembram que no VLOG da viagem eu coloquei um trechinho de um vídeo no qual vários garotos faziam acrobacias de patins? Foi filmado nessa praça, a Plaza Puerta del Sol! Ela ficava do ladinho do nosso hotel e estava sempre lotada de turistas – dá pra perceber a bagunça pela foto, né?! Além disso, a praça fica bem localizada e tem um ponto de metrô (outro motivo para estar sempre cheia).

No diário de viagem de Barcelona, indiquei o estádio Camp Nou como uma opção de passeio pela cidade. Nada mais justo do que fazer o mesmo com o Real Madrid, né?! Para os fãs de futebol, o Santiago Bernabéu é um verdadeiro espetáculo! Vale a pena fazer o tour por dentro do estádio e conhecer várias áreas usadas pelos jogadores e imprensa. 

Endereço do Estádio Santiago Bernabéu: Av de Concha Espina, 1 – Madrid, Espanha

Durante nossos dias em Madrid, fomos conhecer um restaurante pra lá de interessante. Aberto desde 1725, o Sobrino de Botín é considerado o mais antigo do mundo pelo Guinness! Ele é bem localizado, fica numa ruela antiga da cidade e pertinho da Plaza Mayor. (…)

Clique aqui e confira o post completo sobre o Botín!

Endereço do restaurante Sobrino de Botín: Calle dos Cuchilleros, 17 – Madrid, Espanha 

Madrid foi minha cidade favorita da Espanha! Queria ter conhecido mais pontos turísticos, então espero poder voltar em breve =) E você, já foi pra lá? Me conta suas atrações preferidas na cidade!

Ir para Post

Gastronomia | Viagens

Restaurante em Madrid: Sobrino de Botín

| 4 de fevereiro de 2016

Durante nossos dias em Madrid, fomos conhecer um restaurante pra lá de interessante. Aberto desde 1725, o Sobrino de Botín é considerado o mais antigo do mundo pelo Guinness! Ele é bem localizado, fica numa ruela antiga da cidade e pertinho da Plaza Mayor. 

Um atrativo do local é o forno decorado com azulejos, que está em funcionamento desde a inauguração do restaurante e hoje é usado para assar o prato mais famoso da casa: cuchinillo com patatas – ou então, carne de porco com batatas assadas.

É claro que nós provamos o prato típico e outras coisinhas a mais… Olha só: Bolinhos de bacalhauO famoso cuchinillo assado com batatas! Bolo de creme ao estilo “Botín”

Se você faz questão de conhecer o restaurante, aqui vai uma dica: faça reserva! Ele está sempre lotado de turistas e dificilmente você conseguirá uma mesa caso tenha que pedir na hora. Outra dica muito legal é pedir para ficar no andar inferior. Ele é inteirinho de pedras, sem janelas, dá até a impressão de que voltamos no tempo. A experiência é incrível!

 Quer mais alguns fatos históricos de lá?! Dizem que o restaurante já teve um funcionário muito conhecido… Francisco de Goya, o pintor espanhol! Além disso, há quem diga que Hemingway, o escritor americano, frequentava o local e escreveu sobre ele em um de seus livros. 

 

Endereço do Botín: Calle dos Cuchilleros, 17 – Madrid, Espanha (próximo à Plaza Mayor e ao metrô Sol) 

Conhecer o Botín foi uma realização! Me senti de volta à 1725 e foi uma das experiências mais incríveis que já vivenciei! O preço é um pouco mais salgado do que o normal, mas garanto que vale a pena =)

Ir para Post