Viagens

5 passeios imperdíveis de Roma

| 2 de novembro de 2017

Roma é a capital da Itália e a maior cidade do país. Além disso, é a única cidade no mundo a ter um país inteiro em seu interior – o Vaticano. Sua história começa há mais de 2.500 anos, quando era conhecida como “A Cidade Eterna” pelos poetas da Roma Antiga. Ao lado de Florença, Roma foi também um dos principais centros do Renascimento italiano, concentrando nomes como Michelangelo, Bramante e Rafael Sanzio. 

Quando fui? Janeiro de 2017 (inverno, 0 grau)

Quanto tempo fiquei na cidade? 3 dias

Onde fiquei hospedada? NH Collection Roma Vittorio Veneto (4 estrelas): ficamos novamente em um hotel da linha NH e mais uma vez estava tudo ótimo! Bem localizado (próximo ao parque Villa Borghese), quartos confortáveis e café da manhã excelente. 

Confira agora as minhas cinco atrações favoritas de Roma – e completamente imperdíveis!

O Pantheon é um edifício circular construído durante o século I. Sua fachada tem grandes colunas de granito, enquanto seu interior tem a maior cúpula de concreto não reforçado do mundo – e detalhe, está lá há mais de dois mil anos! O local é utilizado para realizar celebrações religiosas e abriga os túmulos de dois reis da Itália, Vitor Emanuel II e Humberto I, assim como os restos mortais do artista Rafael Sanzio. 

Onde: Piazza della Rotonda

Quanto: entrada gratuita

Para mais informações, acesse www.rome.info/pantheon

O Coliseu, construído por volta de 80 d.C., era utilizado para espetáculos, combates e execuções. As atrações que ocorriam dentro do anfiteatro concentravam mais de 70 mil pessoas! Porém, o Coliseu perdeu sua função de entretenimento durante a era medieval, quando assumiu um caráter cultural e religioso. O monumento tornou-se símbolo da Roma Antiga e hoje é considerado uma das sete maravilhas do mundo moderno.

A visita por dentro do Coliseu é parada obrigatória em Roma. A sensação de estar em um lugar tão antigo é algo indescritível, sem contar na imensidão do anfiteatro! O passeio pelo interior dá acesso a alguns locais permitidos para visitação comum, mas caso você queira ir além, há tickets que possibilitam a entrada em locais exclusivos do Coliseu.

Onde: Piazza del Colosseo, 1

Quanto: 12 euros – bilhete comum 

Para mais informações, acesse www.il-colosseo.it

Os monumentos históricos são os mais visitados de Roma. O Fórum Romano, por exemplo, abriga ruínas de várias construções do Império Romano. Ele está localizado no vale entre o Monte Palatino e o Monte Capitolino, bem pertinho do Coliseu. Ali funcionava o centro da vida pública, onde realizavam cerimônias, eleições, discursos e até mesmo confrontos. 

Onde: Via della Salara Vecchia, 5/6

Quanto: 12 euros – bilhete comum

Para mais informações, acesse www.il-colosseo.it

A Fontana di Trevi é uma fonte gigantesca construída há mais de três séculos. É um dos maiores símbolos da Itália, então atrai milhões de turistas anualmente para jogar moedas na fonte e fazer um pedido – tradição clássica do local. O mais legal é que essas moedas são constantemente recuperadas e doadas para instituições de caridade. Em 2016, por exemplo, os turistas jogaram mais de 1,4 milhão de euros na fonte! A Fontana também apareceu diversas vezes em filmes, como no clássico La Dolce Vita.

Onde: Piazza di Trevi

Nem sei como descrever o que é conhecer o Vaticano. Ele é o menor país do mundo e funciona como a sede da Igreja Católica. Tem dois lugares bem interessantes pra conhecer por lá: os Museus do Vaticano e a Basílica de São Pedro. Ambos são disputadíssimos e estão sempre lotados, então a dica é simples: chegue cedo! Visite a Basílica antes dos Museus, porque a fila dela costuma aumentar bem mais rápido! Aí depois você acessa os Museus (e compre o ticket antes pela internet). 

Os Museus do Vaticano abrigam várias obras famosas, mas uma em especial chama a atenção e é a principal delas: o teto da Capela Sistina. Ela foi pintada pelos maiores artistas do Renascimento, como Michelangelo, Rafael Sanzio, Bernini e Botticelli. Não é permitido fotografar no local, então o que a gente mais vê são os turistas olhando para o teto vislumbrados. É lindo demais!

A Basílica de São Pedro é apenas a maior Igreja do mundo! Foi construída entre os séculos XVI e XVII sob os comandos do arquiteto Donato Bramante. Seu nome foi dado em homenagem a São Pedro, o primeiro papa da história, cujos restos mortais estão enterrados na própria basílica. Ela é absurdamente grande e pode ocupar mais de 60 mil pessoas, principalmente nos dias que o Papa celebra liturgias importantes. 

Onde: Piazza San Pietro

Quanto: A entrada na basílica é gratuita. O ticket para acessar os museus custa 16 euros (bilhete comum).

Para mais informações, acesse www.museivaticani.va

Leia mais posts sobre a Itália clicando aqui!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.